Johannes Vermeer, Moça com Brinco de Pérola, 1665

por Homero Nunes
A Moça com Brinco de Pérola é intrigante e sedutora. Em um jogo de sombra e luz, o olhar do espectador é direcionado para a luz refletida pela pérola do brinco, iluminando um ponto na sombra misteriosa entre o pescoço e a orelha. Aquele ponto do arrepio, de apelo erótico. Suspiro! Contudo, a sedução está em sugerir… o olhar direto nos olhos do espectador, dúbio, ambíguo; a boca entreaberta em vermelho; a posição em perfil que quase indica um movimento na direção de quem a olha; o claro-escuro que destaca o rosto do fundo preto, projetando-a para fora da tela…

 
Johannes Vermeer, Het Meisje met de Parel, 1665
Museu Casa de Maurício, Mauritshuis, Haia, Holanda
 
 

Sobre os autores

Acompanhe